Festival Sabotage Vive chega a sua 2ª edição na Favela do Boqueirão

Festival Sabotage Vive chega a sua 2ª edição na Favela do Boqueirão

No dia 9 de dezembro, a partir das 13h, a Favela do Boqueirão é o cenário da 2ª edição do Festival Sabotage Vive. Com o apoio dos coletivos Da Rua pra Rua, THB e Todos Somos Um, o evento contará com as apresentações de Eduardo Taddeo, Stefanie, Asfixia Social part. Funk Buia e Gaspar (Z'África Brasil), Max BO, Monstro Extraordinário & Bux THB, Favela Soul (AL), Indiara, Toddy Black / Ipiranga Music e Zoio MC. A entrada é gratuita.

A comunidade no Ipiranga, na Zona Sul da capital paulista, é o endereço do Centro Cultural e da Viela, que também levam o mesmo nome do Festival, Sabotage Vive.

Mauro Mateus dos Santos, o Sabotage, nasceu e cresceu na Favela do Canão, também na Zona Sul, e viveu seus últimos 4 anos de vida no Boqueirão.

“Um bom lugar se constrói com humildade.” Maurinho, apelido de infância, encontrou no rap uma oportunidade para sair da criminalidade. Com uma mentalidade lúcida e diferenciada, exerceu um papel fundamental não só para a cultura hip hop, mas para a representatividade na música.

Em 2000, lançou seu único álbum, “Rap É Compromisso”, considerado uma obra prima do gênero, ouvido até hoje nos quatro cantos do planeta, tido como uma das maiores referências para novos nomes do cenário.

No ano em que completaria 50 anos, Sabotage é homenageado com ações que visam perpetuar seu legado. A comunidade já conta com o Centro Cultural e Museu, que sedia ações educativas para escolas municipais, além de abrigar itens pessoais do rapper, uma cozinha comunitária e um estúdio musical. Lá também encontramos a Viela Sabotage, com grafites de mais de vinte artistas e coletivos, estampando letras de sucesso do artista.

E é mantendo o compromisso com seu legado que Kaneda Asfixia, Bux TBH e Tamires Rocha, filha de Sabotage, estão à frente na produção de um dos eventos mais esperados do ano, que recebe não apenas moradores do Boqueirão como também fãs e admiradores de outras comunidades, da grande São Paulo e do interior do estado.

“O Festival Sabotage Vive é muito importante, pois não só é realizado pelo coletivo que corre junto ao Centro Cultural Sabotagem Vive e pela família Sabotage, mas também reúne vários artistas que tenham Sabotage como referência. É uma forma da gente não só prestar uma homenagem para o Sabotage, mas manter esse legado para as futuras gerações, junto com artistas que também são importantes para a cena e reverenciam sempre o Sabotage, a história, o legado dele, essa história que ele tem de superação e como ele serve de inspiração para as pessoas. É muito importante a gente manter esse legado, e tentar, de certa forma, perpetuar a história do Sabotage para as futuras gerações.” Conta Kaneda, coprodutor do evento, que também se apresenta nos palcos do Festival.

O Festival Sabotage Vive acontece no dia 9 de dezembro, a partir das 13h, na Praça Frei José Maria Lorenzetti, Jardim da Saúde, São Paulo, com entrada gratuita.

Link: https://www.instagram.com/sabotagevivefestival/

Line-up:

Eduardo Taddeo

Stefanie

Asfixia Social part. Funk Buia e Gaspar (Z'África Brasil)

Max BO

Monstro Extraordinário & Bux THB

Favela Soul (AL)

Indiara

Toddy Black / Ipiranga Music

Zoio MC

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *