Bando Golíardis estreia espetáculo de circo

Ilustração de dois bonecos palhaços.Bando Golíardis estreia espetáculo de circo.

Bando Golíardis estreia espetáculo de circo “Cansei de ser Partner” no Teatro Alfredo Mesquita. O espetáculo usa a comicidade para inspirar reflexões sobre as relações de gênero e o quanto as mulheres são colocadas como coadjuvantes ao longo da vida, ao se dedicarem aos “bastidores da existência”, sendo responsáveis pelos cuidados de tudo que gira em torno do homem.

“Cansei de ser Partner” reflete sobre o trabalho invisível imposto às mulheres na sociedade

Crédito: Divulgação

De 26 a 28 de janeiro de 2024 (sexta-feira a domingo), com entrada gratuita, o Bando Golíardis (@bandogoliardis) estreia o espetáculo “Cansei de Ser Partner” no Teatro Alfredo Mesquita, que fica na Avenida Santos Dumont, 1770, em Santana, São Paulo. 

A temporada de estreia segue com apresentações nos dias 02, 03 e 04 de fevereiro, no Teatro Cacilda Becker, na Lapa; 15 a 17 de fevereiro no Teatro Flávio Império, em Cangaíba; e de 20 a 22 de fevereiro na Oficina Cultural Oswald de Andrade, no Bom Retiro, São Paulo.

Encerrando a temporada, o grupo se apresenta de 23 a 25 de fevereiro no Centro Cultural da Diversidade, no Bom Retiro, São Paulo.

O espetáculo “Cansei de ser Partner” usa a comicidade para inspirar reflexões sobre as relações de gênero e o quanto as mulheres são colocadas como coadjuvantes ao longo da vida, ao se dedicarem aos bastidores da existência, sendo responsáveis pelo cuidado e até por trabalhos invisíveis e não remunerados que giram em torno do homem. 

Partner é um termo inglês que significa parceira ou parceiro. Alguém que, tanto no circo como na televisão, auxilia os artistas em suas apresentações. É a pessoa que prepara o terreno, que levanta a bola a ser cortada, que põe a mesa para o grande momento da celebração”, comenta o Bando Golíardis.

Fazendo uma analogia com a figura de “partner“, muito conhecida através do circo e dos programas de auditório brasileiros, com a dita “função social” das mulheres na sociedade, a montagem questiona o quanto a posição de partner é imposta ao gênero feminino ao longo da vida.

“Para além das conhecidas Paquitas, Chacretes e Panicats nesse Brasil afora, quantas mulheres são obrigadas a largar tudo para cuidar da comida do homem, da roupa do homem, da casa do homem, dos filhos do homem, e porque não do próprio homem”, explica o grupo.

“Cansei de ser Partner” joga luz à realidade de tantas mulheres com suas cargas invisíveis à sociedade, que seguem desvalorizadas por trabalharem no que, ignorantemente, consideramos os bastidores da vida. Aquelas que estão nas coxias preparando tudo para quando as cortinas se abrirem e o espetáculo começar, mas que ao final, não recebem os devidos aplausos. 

O espetáculo coloca os homens como os herdeiros de Adam – analogia a Adão, o grande doador de costelas, que acabam ocupando lugares forjados por si próprios, buscando benefícios. 

“Parcerias são necessárias, mas é preciso refletir porque essa tal função ‘partner’ sempre é destinada apenas às mulheres que, além de tudo, são cobradas a serem bonitas, graciosas, não demonstrar os traços naturais do envelhecer, usar roupas que desenhem seus corpos”, finaliza o grupo. 

As ações fazem parte do projeto “Cansei de Ser Partner“, contemplado pela 7ª Edição do Programa Municipal de Fomento ao Circo para a cidade de São Paulo, da Secretaria Municipal de Cultura e da Prefeitura de São Paulo

Informações: @bandogoliardis e www.bandogoliardis.com

Ficha técnica – Concepção e dramaturgia: Bando Golíardis. Elenco: Dani Marin, Sabrina Motta e Tiago Cintra. Direção e preparação corporal: Marcelo Rôya. Preparação vocal e musical: Tiago Cintra. Cenógrafa e Figurinista: Laura Alves. Orientação em Bufonaria: Daniela Biancardi. Orientação em Pesquisa: Matheus Gonçalves. Composição – Música ‘Rotina Revolucionária’: Dani Marin e Otavio Correia. Trilha: Otávio Correia, Sabrina Motta e Tiago Cintra. Desenho de Som: Otavio Correa. Operação de som: Marcelo Rôya. Operação de Luz: Dida Genofre. Fotografia: Thais Lume. Produção local: Camila Scatena. Produção e realização: Bando Golíardis. Poema – A Importância do Pequeno-Almoço: Francisca Camelo. Assessoria de Imprensa: Luciana Gandelini. Arte Gráfica: Roberta Monteiro. 

Teaser: https://www.youtube.com/watch?v=FImrqpbS0QY

Serviço: Estreia do espetáculo “Cansei de ser Partner”

Com Bando Golíardis

Sinopse: O espetáculo mergulha na complexidade da desigualdade de gênero, desvelando de forma crítica e cômica o reproduzir da vida. ‘Partner’ é a mulher silenciosa, construtora de cenários e confinada às margens do picadeiro. Uma reflexão sobre as relações de gênero, onde as mulheres  devem ser belas, mas não podem ser as estrelas, pois dedicam suas vidas nos bastidores da existência, enquanto os herdeiros de Adam se erguem no sistema que forjaram. Duração: 60 minutos

Circo – Grátis – Classificação etária: acima de 12 anos

ESTREIA Quando: 26 a 28 de janeiro de 2024 – Horário: sexta-feira e sábado às 21h, domingo às 19h – Onde: Teatro Alfredo Mesquita- Endereço: Av. Santos Dumont, 1770 – Santana, São Paulo

Quando: 02 a 04 de fevereiro de 2024 – Horário: sexta-feira e sábado às 21h, domingo às 19h – Onde: Teatro Cacilda Becker – Endereço: R. Tito, 295 – Lapa, São Paulo

Quando: 15 a 17 de fevereiro de 2024 – Horário: quinta, sexta-feira e sábado às 20h – Onde: Teatro Flávio Império – Endereço: R. Prof. Alves Pedroso, 600 – Cangaiba, São Paulo

Quando: 20 a 22 de fevereiro de 2024 – Horário: terça, quarta e quinta-feira às 19h30h – Onde: Oficina Cultural Oswald de Andrade – Endereço: Rua Três Rios, 363 – Bom Retiro, São Paulo

Quando: 23 a 25 de fevereiro de 2024 – Horário: sexta-feira e sábado às 20h, domingo às 18h – Onde: Centro Cultural da Diversidade (Antigo Teatro Décio de Almeida) – Endereço: Rua Três Rios, 363 – Bom Retiro, São Paulo

Assessoria de Imprensa: Luciana Gandelini

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *