Boca recebe Vicente Barreto

Boca recebe Vicente Barreto – A Boca casa de show, restaurante e bar em um único local, na Santa Cecília, terá apresentação do cantor e compositor Vicente Barreto, no dia 21 de março, quinta-feira, a partir das 21h. A apresentação tem duração de 120 minutos e conta com a participação também do multi-instrumentista Miltinho Edilberto.

Vicente Barreto é baiano compositor, parceiro de Alceu Valença nas composições que são hits como Morena Tropicana, Pelas Ruas que Andei e Cabelo no Pente, entre outras. Também foi parceiro de Vinicius de Morais, Gonzaguinha, Tom Zé, Paulinho Pedra Azul e Chico César.

O projeto Boca do Sertão é um mosaico do amplo significado da expressão sertaneja brasileira: o caipira das duplas e moda de viola e o sertão nordestino com representatividade de artistas consagrados como Marinês, Gonzaga, Jackson do Pandeiro, entre outros. Idealizado pelo pesquisador de cultura popular e produtor musical Miltinho Edilberto.

O trio Vicente Barreto, Miltinho Edilberto e Renato Teixeira vão fazer uma jornada musical através de clássicos do gênero, em que os acordes pulsantes do forró serão um convite para dançar a dois. O ingresso custa R$ 20 (+ 2,50 de taxa da plataforma) e pode se adquirido pelo link: https://www.sympla.com.br/evento/forro-com-vicente-barreto-e-miltinho-edilberto-boca-do-sertao-no-boca/2372765

Serviço:

Boca

Evento: show de forró com Vicente Barreto e Miltinho Edilberto

Dia: 21 de março, quinta-feira, das 21h às 23h

Valor: R$ 20 ( + R$ 2,50 de taxa)

Link de compra: https://www.sympla.com.br/evento/forro-com-vicente-barreto-e-miltinho-edilberto-boca-do-sertao-no-boca/2372765

Endereço: Rua Jesuíno Pascoal, 77 Santa Cecília – SP

Horário de funcionamento: de quarta-feira à sexta-feira das 18h a meia-noite. Sábado do meio-dia a meia-noite e domingo das 12h às 18h

Aceita todas as bandeira de cartões de crédito e débito

Tem Wi-fi

Acesso para pessoa com deficiência

Banheiro adaptado

Capacidade: 96 lugares

Instagram: Boca

+Boca

A cena cultural de São Paulo ganha um espaço versátil: a Boca está localizada no coração da cidade, no bairro de Santa Cecília e é um ponto de encontro vibrante para os amantes da cultura, gastronomia e artes. Atrás do prédio da Santa Casa, a pequena Rua Jesuíno Pascoal, com seus 180 metros, é uma das ruas mais animadas e frequentadas nas noites do bairro.

Com dois salões que podem funcionar junto ou separados dividido por uma porta de vidro e cortinas, com capacidade para 96 pessoas sentadas e até 300 em pé e uma programação de terça a domingo com direito a almoço e jantar. Com apresentações de chorinho nos almoços de domingo, oficinas artísticas e shows de forró, MPB, samba e black music.

Todas as mesas de madeira do salão principal podem ser retiradas o que permite uma flexibilidade do espaço que tem um palco e acústica. Já nas paredes, a arte grafite de Mag Magrela, inspirado no ditado em Iorubá – “Exu matou um pássaro ontem com uma pedra que só jogou hoje” e na história mitológica que Oxóssi mata o pássaro da feiticeira.

Um bar central onde são preparados todos os drinques da casa. Já os banheiros estão decorados com fotos de capas de vinis famosos.

A diversão está na ponta da língua – ou melhor, na ponta da boca! A equipe elaborou um cardápio e uma decoração que fazem uma brincadeira deliciosa com a palavra “boca”. O cardápio é de comida paulista com influências de outras regiões: a verdadeira comida brasileira.

No cardápio

Entrada – Boquinhas

Tapibocas – bolinhos de tapioca e queijo acompanhado de geleia de pimenta R$ 25;

Boquinhas de carne – bolinho e cupim desfiado, servido com molho de tamarindo R$ 30;

De boca na mariscada – mariscos cozidos no azeite, alho, pimenta e acompanhado de pão R$ 35.

Sambocas

Samboca da Sara – Toxtex de queijo da canastra, goiabada e alecrim R$ 26.

Cumboca

Cuscuz com legumes – farinha de milho, com azeite e curry R$ 31;

Escondidinho de cupim – carne desfiada, coberto com purê de mandioca e queijo parmesão R$ 45;

Arroz Mineiro – com linguiça, queijo, tomate, legumes e temperos R$ 41.

Drinques autorais

Boca Mole – Cachaça de Jambú, gengibre, limão, açúcar e espuma de cupuaçu R$ 32;

Mangaya – Gin, suco de manga e pitaya, gengibre, açúcar e tomilho R$ 35;

Maracuia – Aperol, rum, uísque Jean Bean, limão, laranja,

maracujá, hortelã, angostura e açúcar R$ 33.

Além de cervejas, carta de vinhos, drinques clássicos e sem álcool e cachaça especiais.

Atrações

Céu da boca – Personagens da música brasileira e latino-americana;

Boca do povo – aquele artista que as pessoas estão falando;

Boca a Boca – Aquele artista que já é famosinho entre os amigos;

Na Boca – Roda de samba;

Boca no Trombone – Aqui os mais diversos gêneros musicais e instrumentais;

Boca Mole – Forró de tradição;

Água na Boca- Ensaio e apresentações de bandas de blocos de Carnaval;

Boca de Sino – matriz da black music, rap e hip hop.

Utilização dos espaços:

Boca Miúda – Usando a parte arena da casa em um formato intimista – 96 lugares;

Boca Cheia – A arena sem mesas para 300 pessoas em pé; 

Boca Grande – Arena e o salão para evento mais informal;

Estourando a Boca – Para um grande fluxo de pessoas;

Boca Fechada – Para eventos privativos;

Boca Corporativa – Locação para eventos empresariais como eventos e reuniões e ou confraternização.

Rodrigo Pereira

É brasiliense, mas já vive em São Paulo há mais de 35 anos, trabalhou durante mais de 30 anos na área de publicidade e propaganda, formado em Artes Plásticas pela FAAP e MBA em Economia Circular e Sustentabilidade pela PUC.

É flautista e já trabalhou como chefe de cozinha em restaurantes franceses e italianos da cidade. Uniu agora diversos talentos para se dedicar a casa Boca.

Gestão sustentável

Boca conta com uma empresa de gestão de compras que reduz o custo, além de garantir que não tenha desperdícios. As entradas da casa são servidas em embalagens de papel reduzindo a utilização de plástico.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *