Cia K estreia o espetáculo “O Trapezista”

Cia K estreia o espetáculo “O Trapezista”, apresentando a união entre circo e inteligência artificial a serviço da arte, no Sesc Pinheiros

Apresentações nos dias 19, 20 e 21 de janeiro de 2024  Após o espetáculo do dia 21/01, a Cia.K conversa com o público sobre o processo de criação e outras curiosidades que envolveram a montagem do espetáculo. Os workshops gratuitos de “Segurança no circo” acontecerão dia 23/01, com Kiko Caldas, e “Dramaturgia para artistas circenses” será no dia 24/01, com inscrições a partir de 17/01.

O espetáculo inédito – O Trapezista, da Cia. K, é inspirado no conto “Primeira Dor”, escrito por Franz Kafka entre 1922 e 1924. Trazido para os dias de hoje em formato que propõe momentos de reflexão, números circenses clássicos, esquetes de humor, acrobacias aéreas, projeções com inteligência artificial, interação em videochamadas, e ao centro: ele – o trapezista – vivido por Kiko Caldas, que comemora 30 anos de carreira e história no circo brasileiro.

Apresentações nos dias 19, 20 e 21 de janeiro de 2024, no Teatro Paulo Autrando Sesc Pinheiros.

Com direção e dramaturgia de Lucienne Guedes (Teatro da Vertigem, ECA-USP), O Trapezista traz uma reflexão profunda sobre a vida, a carreira, as incertezas, os amores e desamores, em um cenário de um picadeiro clássico envolto por uma tela holográfica que traz imagens em inteligência artificial criadas por Maurício Jordy e sua equipe. Além de ter Kiko Caldas no papel do trapezista, o espetáculo conta no elenco com Adriana Telg, Mateus Bonassa e Josi Stevanato artistas circenses com mais de 20 anos de carreira e equipe de 23 pessoas do meio artístico envolvidas.

Concepção do espetáculo

“O Trapezista”, da Cia. K, foi concebido durante a pandemia, em período de isolamento social. Assim como o personagem trapezista do conto de Franz Kafka, que não queria mais descer de seu trapézio para evitar a convivência com outros seres humanos, Kiko Caldas se viu isolado, sem os amigos, sem a energia do palco e numa convivência cada vez mais virtual e solitária. Assim, convidou Lucienne Guedes para construir a dramaturgia do espetáculo. Acostumada ao processo colaborativo, Lucienne dirigiu o processo de criação e, juntos, realizaram uma série de workshops sobre a obra de Kafka e depoimentos pessoais, experiências vividas, assim nasceu O Trapezista.

Trecho do conto “Primeira Dor”

“Um artista do trapézio – como se sabe, esta arte que se pratica no alto da cúpula dos grandes teatros de variedades, é uma das mais difíceis entre todas as acessíveis aos homens – tinha organizado sua vida de tal maneira que permanecia dia e noite no trapézio. Todas as suas necessidades, aliás bem íntimas, eram atendidas por funcionários que se revezavam, vigiavam embaixo e faziam subir e descer, em recipientes construídos excepcionalmente para esses fins. Os diretores o perdoavam, porque era um artista extraordinário e insubstituível”.

Sinopse “O Trapezista”

Assim como a personagem literária de Franz Kafka, o trapezista da peça (Kiko Caldas) é um artista com longa trajetória profissional. Se o personagem do conto mostra que as primeiras rugas começam a se desenhar na lisa testa de criança do artista trapezista, Kiko Caldas tem 54 anos e coleciona “troféus de guerra” com lesões musculares reconstituídas e muita história de voos e quedas, a sua paixão pela arte o move a continuar.

Ao tomar a iniciativa de cruzar a história ficcional do trapezista kafkiano e a história biográfica e testemunhal de Kiko Caldas, a dramaturgia cria um espetáculo que, além de belos momentos circenses realizados e criados por um artista experiente, propõe também reflexão sobre as escolhas e significados da vida – uma reflexão sobre o isolamento, os afetos e a solidão. O espetáculo traz à tona a beleza do trapézio e, ao mesmo tempo, aspectos filosóficos e existenciais que atravessam a vida do protagonista e de diversos artistas.

E como Kiko Caldas é movido pela vontade de inovar, acrescentou a tecnologia ao espetáculo e o desafio de unir a arte à inteligência artificial.

Além das apresentações, o público interessado pode participar dos workshops: 

“Segurança no circo”, com Kiko Caldas, no dia 23/01, em que serão abordadas técnicas para montagem de equipamentos e estruturas para realização de números aéreos. Atividade direcionada à técnicos e artistas circenses. Inscrições no Portal, a partir de 17/01. Vagas limitadas. Grátis.

E “Dramaturgia para artistas circenses”, em 24/01, que abordará processos de criação e números para composição de espetáculos. Direcionado à artistas circenses e estudantes de artes cênicas. Com inscrições no Portal, a partir de 17/01. Vagas limitadas. Grátis.

Ficha técnica

Direção e dramaturgia: Lucienne Guedes

Concepção: Kiko Caldas

Assistente de direção: Gabriel Jenó

Elenco: Kiko Caldas, Adriana Telg, Mateus Bonassa e Josi Stevanato

Artistas convidados (participações virtuais): Gianfranco Di Sanzo, Tayná Caldas, Malu Caldas e Gabriela Kirsten

Técnico e contra-regra: Vagner Junqueira

Trilha sonora: Marcelo Pellegrini

Direção criativa e edição de vídeo: Maurício Jordy (Janela Digital)

Motion Designer: Diego Fortes e Felipe Teixeira Campos (Janela Digital)

Produção Janela Digital: Jéssica Lopes

Desenho de luz: Miló Martins Assistente de iluminação: Rodrigo Daghuro

Preparação corporal: Irupé Sarmiento

Figurinos: Caia Guimarães

Produção Executiva: Tayná Caldas e Laila Guedes

Produção Comercial: Carol Santiago

Divulgação: Mara Conti (Cadência Comunicação)

Divulgação Mídias Sociais: Rafa Scauri e Tayná Caldas

Operação de vídeo e projeção: VJ Ulster

Operação de som: Dugg Mon

Realização: Sesc

MiniBio Cia K

A Cia. K é uma empresa ligada aos segmentos de arte & cultura, educação, entretenimento e eventos.

A companhia foi criada e é dirigida por um dos pioneiros em São Paulo e no Brasil a realizar espetáculos de Circo Contemporâneo, KIKO CALDAS, que alia apresentações corporais, acrobáticas e aéreas com outras linguagens como dança, teatro, música e multimídia. Kiko foi um dos fundadores do Acrobático Fratelli, da Fractons e foi integrante por 8 anos da Cia. Lúdica Dança e está completando trinta anos de carreira.

A Cia. K desenvolve trabalhos para fins culturais, educacionais, sociais e corporativos. Atua principalmente nas áreas de arte e cultura e efeitos visuais para cinema. É altamente especializada em artes corporais, acrobáticas e aéreas.

Completando quase uma década de existência a Cia. K conta com um grande repertório de espetáculos e participações em grandes eventos como Expo Dubai, Rock in Rio, entre outros.

Serviço

O Trapezista 

com Cia. K

Dias 19, 20 e 21 de janeiro de 2024. Sexta e sábado, às 21hrs. Domingo, às 18h.

Ingressos: R$ 12 (credencial plena), R$ 20 (meia) R$ 40 (inteira)

Local: Teatro Paulo Autran 

Duração: 60 minutos 

Classificação: 12 anos

Sesc Pinheiros – Rua Paes Leme, 195

Estacionamento com manobrista: Terça a sexta, das 7h às 21h; sábado, domingo e feriado, das 10h às 18h. Para atividades no Teatro Paulo Autran, preço único: R$12 (credencial plena) e R$ 18 (credencial MIS, credencial atividades e não credenciados ao Sesc). 

Informações e ingressos: https://www.sescsp.org.br/programacao/o-trapezista/

Kiko Caldas. Foto: Maurício Jordy

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *