Hendu Porã’rã é a nova exposição do Museu das Culturas Indígenas 

Com a curadoria de Márcio Werá Mirim, Sandra Benites, Tamikuá Txihi e Sônia Ara Mirim o público pode sentir, ouvir e conhecer os fundamentos do bem-viver do povo Guarani, a partir de 21/12 no MCI.   

Ingressos podem ser adquiridos no site: https://museudasculturasindigenas.org.br/ 

São Paulo, dezembro de 2023 – Em 21 de dezembro, o Museu das Culturas Indígenas (MCI) estreia a exposição Hendu Porã’rã, escutar com o corpo. Com foco na cultura e modo de viver do povo Guarani, a mostra é um convite para que o público entenda a construção do bem-viver pelo povo Guarani, por meio do caminhar e da escuta coletiva.  O MCI é uma instituição da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Estado de São Paulo, gerida pela ACAM Portinari (Associação Cultural de Apoio ao Museu Casa de Portinari), em parceria com o Instituto Maracá e o Conselho Indígena Aty Mirim. 

A expressão “Hendu Porã’rã” é usada pelo povo Guarani para descrever o “escutar com o corpo”. O Hendu Porã’rã perpassa pelo sentir com o corpo e o escutar pelo diálogo. Essa experiência pretende mostrar ao público nossa forma Guarani de estar no mundo”, afirma Sandra Benites, que integra a curadoria da exposição ao lado de Márcio Vera Mirim, Sônia Ara Mirim e Tamikuã Txihi. 

O percurso da exposição apresenta o modo de ser Guarani, com um caminho de cantos e rezas, saberes da erva-mate e do fumo. Mostra sua relação com os alimentos, a dança, a luta, os sonhos, a compreensão do tempo e o sentido filosófico da palavra Guarani. A mostra é um chamado para quem deseja ouvir, sentir e caminhar dentro do território para conhecer os caminhos dos Guarani. 

“Hendu Porã’rã traz a visão única do Guarani que há milênios vive nesta terra. Queremos provocar uma reflexão e abrir os horizontes dos não-indígenas sobre como o bem-viver está conectado com a mãe Terra, que devemos cuidar da nossa mata atlântica, conhecer e respeitar os guardiões da floresta”, comenta Márcio Vera Mirim. 

UM CONVITE PARA SENTIR E CONHECER 

No sexto andar do MCI, uma instalação no centro do espaço traz recursos sonoros, como oralidades e cantos de mestres Guarani. No centro um angu’a, pilão esculpido em madeira de cedro, simboliza o trabalho, o rito e a força entre os Guarani – essa ferramenta é utilizada na cerimônia do batismo do milho e representa um suporte de equilíbrio para momentos tempestuosos. Nesse percurso, os passos representam as danças Xondaro e Xondarias – guerreiros e guerreiras -, que servem para guiar o público entre os conteúdos da exposição. 

Espigas de milho tradicionais dos povos indígenas são suspensos no teto, ao lado de fechos de erva mate e de fumo, bens utilizados em cerimônias e que representam a riqueza do cultivo das etnias Guarani. Em cada espécie, uma etiqueta traz informações sobre sistemas de plantios, origens e variações.  

“Esses bens naturais representam a nossa cosmologia e todo trajeto foi pensado para mostrar que o universo Guarani é repleto de cantos, rezas e espiritualidade. É uma imersão na vida do nosso povo”, define Sonia Ara Mirim.  

Paredes arredondadas compõem o espaço e trazem desenhos, vídeos, fotografias, documentos e objetos sobre o rico universo dos Guarani. O público pode assistir, ouvir e aprender sentado em um tenda’i – bancos utilizados em rituais.  

SERVIÇO 

Abertura Hendu Porã’rã, escutar com o corpo 

Data: 21 de dezembro 

Horário: às 18h 

Ingressos disponíveis no site: https://museudasculturasindigenas.org.br/  

Sobre o MCI      

Localizado na capital paulista, o Museu das Culturas Indígenas (MCI) é uma instituição da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Estado de São Paulo, gerida pela ACAM Portinari – Organização Social de Cultura, em parceria com o Instituto Maracá e o Conselho Aty Mirim.     

Museu das Culturas Indígenas    

Endereço: Rua Dona Germaine Burchard, 451, Água Branca – São Paulo/SP     

Funcionamento: de terça a domingo, das 9h às 18h, às quintas até às 20h. Nos dias 24 e 31 de dezembro, o MCI funcionará das 9h às 13h; e estará fechado em 25 de dezembro e em 1º de janeiro de 2024.  

Telefone: (11) 3873-1541       

E-mail: contato@museudasculturasindigenas.org.br            

Site: www.museudasculturasindigenas.org.br             

Redes sociais     

Instagram (@museudasculturasindigenas)             

Facebook (/museudasculturasindigenas)             

Twitter (@mcindigenas)       

YouTube (@museudasculturasindigenas)                       

AGÊNCIA GALO      

Assessoria de Imprensa – Museu das Culturas Indígenas            

contato@agenciagalo.com               

Laiz Sousa             

(11) 98184-4575             

laiz.sousa@agenciagalo.com                

IMPRENSA             

Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Estado de São Paulo       

Assessoria de Imprensa       

(11) 3339-8062 / (11) 3339-8585       

(11) 99370-2761 – Plantão       

imprensaculturasp@sp.gov.br         

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *