Puma estreia na Oficina Cultural Oswald de Andrade

PUMA estreia na Oficina Cultural Oswald de Andrade no dia 19 de janeiro de 2024

Com direção de Alexandre Reinecke, texto de Sergio Mello e atuação de Ricardo Gelli, espetáculo discute a relação entre três homens de gerações diferentes da mesma família

Crédito foto: Rodrigo Sommer

As relações ferinas entre pais e filhos são o mote de PUMA, solo escrito por Sergio Mello, dirigido por Alexandre Reinecke e interpretado por Ricardo Gelli. O espetáculo estreia no dia 19 de janeiro de 2024 na Oficina Cultural Oswald de Andrade, onde segue em cartaz até 26 de fevereiro, com apresentações às sextas-feiras, às 19h30; aos sábados, às 18h, e às segundas, às 19h30.

Através de um rancoroso personagem, PUMA discute as relações entre um escritor com seu pai moribundo e seu filho. O autor Sergio Mello destrincha a personalidade deste homem que vive de seus rancores e amarguras por não ter sido um escritor com o reconhecimento que tanto acreditava merecer. Com extrema profundidade literária, ironia e sarcasmo, a peça coloca em xeque as personalidades que se deleitam com seus traumas, lamentando um futuro que nunca chegou. 

“Um monólogo inteligente e divertido que nos faz refletir sobre as relações familiares e profissionais, através de um personagem que poderia ser qualquer um de nós”, revela Reinecke.

A direção busca realçar essa discussão a partir de uma encenação em que plateia e ator se misturem e se aproximem, física e emocionalmente, para que a reflexão proposta pelo texto esteja pulsante durante todo o espetáculo, que visualmente terá o caos intelectual do personagem. Soma-se a isso a iluminação de Caetano Vilela, um dos mais criativos de São Paulo, pontuando e ressaltando encenação, atuação e texto. 

O puma é um felino solitário, territorialista e arisco, que se esgueira por entre as moitas, escolhe muito bem suas presas e é fatal em seus ataques, assim como os personagens da peça. Ricardo Gelli traz todo seu vigor e sensibilidade para dar vida a este personagem visceral, que exige profundidade e muita entrega.

O espetáculo se passa no mundo pré-pandemia e aborda temas como a desigualdade social brasileira, com seus privilegiados e desamparados; a política e a politicagem nas relações de trabalho e nas relações humanas; a crise que envolve o fim de um relacionamento amoroso; e a relação entre pais e filhos.

Sinopse

Puma estreia na Oficina Cultural Oswald de Andrade. Puma mostra três gerações de escritores de uma mesma família (avô, filho e neto) que vivem em uma mesma casa porque não conseguem se desvencilhar um do outro. Uma dependência marcada por críticas, boicotes e muita toxicidade, em uma relação que vai do amor ao ódio, da admiração ao desprezo, marcada, sobretudo, por muitas feridas abertas, culpas, alegrias e, por incrível que pareça, compaixão. 

Ficha Técnica

Autor: Sergio Mello

Direção: Alexandre Reinecke

Ator: Ricardo Gelli

Iluminação: Caetano Vilela

Cenário: Ricardo Gelli

Figurino: Nicolle Albiero

Fotografia e Identidade Visual: Rodrigo Sommer

Técnico de palco: Emerson Nigro

Assessoria de Imprensa: Pombo Correio

Redes Sociais: Nicolle Albiero

Coordenador de projeto: Irineu Villanoeva Junior

Direção de produção: Vanessa Campanari

Realização: Trampulin Brand Experience

Serviço

PUMA, de Sergio Mello

Temporada: 19 de janeiro a 26 de fevereiro de 2024
Sextas, às 19h30; sábados, às 18h, e segundas, às 19h30


Oficina Cultural Oswald de Andrade – Sala 11

Rua Três Rios, 363, Bom Retiro


Ingressos: Grátis, distribuídos uma hora antes de cada sessão

Classificação14 anos

Duração: 60 minutos
Capacidade: 30 lugares

Acessibilidade: local acessível a cadeirantes pessoas com mobilidade reduzida 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *