ITB abre inscrições para a formação de profissionais nas áreas técnicas das artes cênicas 

ITB abre inscrições para a formação de profissionais nas áreas técnicas das artes cênicas. Programa que é referência na formação de profissionais técnicos e de produção para as Artes Cênicas abre inscrições para cursos em nove localidade brasileiras.

Gratuito, o programa do ITB – Instituto do Teatro Brasileiro, oferece formação nas áreas de som, luz, palco e produção cultural para maiores de 18 anos, com o ensino médio completo. Em 2024, o projeto amplia a oferta de vagas. As inscrições estão abertas a partir 1º de abril

Foto: Divulgação

O projeto criado, em 2022, pelo Instituto do Teatro Brasileiro (ITB) para a formação de profissionais nas áreas técnicas das artes cênicas está em expansão em 2024, oferecendo quatro cursos de formação em nove localidades brasileiras. O programa de cursos profissionalizantes gratuitos – PTAC – Práticas e Técnicas para as Artes Cênicas abre inscrições neste ano para as cidades de Florianópolis (SC), Rio de Janeiro/Centro (RJ), Rio de Janeiro/Jacarepaguá (RJ), Baixada Fluminense (RJ), Recôncavo Baiano (BA), São Paulo (SP)/ Cidade Tiradentes, Mogi das Cruzes (SP), Poá/Ferraz de Vasconcelos (SP) e Ribeirão Preto (SP).

Tanto as inscrições quanto os cursos são gratuitos, e os interessados podem se inscrever a partir de 1º de abril no site do https://www.itb.art.br/. Podem participar do processo candidatos que possuam ensino médio completo e tenham mais de 18 anos.

O programa PTAC oferece 4 formações: Técnicas de Som, Técnicas de Luz, Técnicas de Palco e Produção Cultural. Cada cidade terá 80 vagas disponíveis, sendo 20 por especialização. O projeto começou em três cidades em 2022, formou 450 alunos em dois anos e se tornou referência de curso profissionalizante de curta duração com efetividade no mercado, deixando legado positivo pelos municípios por onde passou.

A missão é atrair principalmente jovens de baixa renda que terminaram o ensino médio e querem entrar no mercado com capacitação técnica. Também atende artistas e técnicos que desejam se reciclar, possuir uma nova formação e ter contato com professores de referência. O programa apresentou um bom índice de empregabilidade dos alunos: 55% dos estudantes conseguiram emprego na área, em até 3 meses após estarem formados. O piso salarial dos técnicos que se formam é de R$2.200,00.

Quatro dessas localidades – precisamente Póa/Ferraz de Vasconcelos (SP), São Paulo/Cidade Tiradentes (SP), Baixada Fluminense (RJ) e Rio de Janeiro/Jacarepaguá (RJ), integram a Rede Gerando Falcões, organização social com quem o ITB formalizou parceria para desenvolvimento dos cursos. Essas edições são viabilizadas pela Lei de Incentivo à Cultura – com a proponência do Polo Cultural Gerando Falcões. A união do ITB com a Gerando Falcões vai permitir que as formações PTAC possam ser acessadas em comunidades mais vulneráveis.

Em Mogi das Cruzes (SP), o programa tem o patrocínio da EDP, com o apoio da Lei de Incentivo Estadual (Proac ICMS), da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo. Ainda por meio da Lei de Incentivo à Cultura – Lei Rouanet, o ITB conta com o Patrocínio da Karoon Energy, em seis localidades (Florianópolis, Rio de Janeiro/Centro, Jacarepaguá, Baixada Fluminense, São Paulo/Cidade Tiradentes e Poá/Ferraz de Vasconcelos), e o patrocínio da REDE no Recôncavo Baiano (BA).

Além da ampliação das localidades, neste ano o ITB lançou o PTAC CONTINUADO, um programa voltado para os alunos que já se formaram no PTAC, em anos anteriores. A iniciativa da comunidade visa identificar, junto aos ex-alunos, outras possibilidades de aprendizagem e de trabalho. O programa vai ajudar os alunos a se atualizarem em técnicas e tecnologias de som e luz, por exemplo, como em mudanças de legislação no caso da produção. “Além disso, vamos trazer mentorias, ensiná-los a fazer currículo e fazer ponte entre eles e empresas com vagas abertas”, diz Gabriel Fontes Paiva, presidente do ITB.

Segundo o coordenador pedagógico André Prado, “o objetivo do programa PTAC é criar pontes entre as várias formas do fazer teatral através de professores convidados e profissionais de excelência das diversas regiões do Brasil. Com eles e, a cada aula, percebemos o quanto somos parecidos mesmo sendo diferentes, pois, o que fazemos, tem um ponto comum em qualquer lugar do mundo: a essência do trabalho em grupo.”

Cursos

Os 4 cursos são divididos em 4 módulos cada, com duração total de 110 horas de aulas e 40 horas de estágio supervisionado. Nesta última etapa, o aluno vai para o mercado de trabalho e conta com uma consultoria conjunta entre o orientador e o empregador.

O período de formação vai de junho a dezembro de 2024, com aulas presenciais em equipamentos culturais diversos, nas cidades parceiras. Em determinados momentos do curso, algumas aulas serão online, acontecendo simultaneamente para todos os cursos, entre todas as cidades, para promover um intercâmbio de aprendizado e vivência entre todos os alunos.

Histórico e impacto

O PTAC é um programa que está diretamente ligado a missão do ITB, que tem entre outras premissas a democratização do acesso às artes cênicas. O programa de educação não-formal é realizado nas mais diversas regiões do país, privilegiando um diálogo ético com a produção local, a multidisciplinaridade e aulas conduzidas e conceituadas por um corpo pedagógico de relevância regional e nacional.

Ele surgiu como uma resposta a percepção do Instituto do Teatro Brasileiro sobre a carência de formação qualificada nas áreas técnicas e de produção em artes cênicas em contraponto a um mercado de trabalho com boa capacidade de absorção de mão de obra.

O projeto começou em 2022 e abarcou três cidades: Ipatinga (MG), São Paulo (SP) e Petrolina (PE), e atraiu cerca de mil inscritos para 240 vagas. Em 2023, a oferta mais que dobrou, e o instituto levou o programa para sete cidades: Paracatu (MG), Taubaté (SP), Ribeirão Preto (SP), Rio de Janeiro (RJ), São Paulo (SP), São Luiz (MA) e Florianópolis (SC). As inscrições atingiram números expressivos totalizando 7.804 interessados no programa. Em 2024, o programa está em expansão oferecendo quatro cursos de formação em nove localidades brasileiras.

Inscritos por cidade em 2023:

Candidatos

São Luiz (MA)

664 inscritos

Florianópolis (SC)

776 inscritos

Paracatu (MG)

175 inscritos

Ribeirão Preto (SP)

550 inscritos

São Paulo (SP)

2.598 inscritos

Rio de Janeiro (RJ)

2.538 inscritos

Taubaté (SP)

503 inscritos

O programa também gera emprego durante sua execução. Em 2023, empregou mais de 122 profissionais envolvidos direta ou indiretamente no projeto. Para a edição deste ano, a expectativa é empregar mais de 200 pessoas para a realização dos cursos.

E o programa PTAC tem gerado impacto nas cidades por onde passa. A turma de som de Florianópolis, por exemplo, restaurou o som de um teatro que estava sem funcionar há 4 anos. Em Paracatu, um centro cultural foi revitalizado pelo programa. E em Taubaté, um festival criado no âmbito da sala de aula entrou para o calendário de eventos da cidade. Além disso, os alunos também trabalharam na iluminação de prédios históricos.

“O primeiro legado é o deixado aos alunos. Eles têm acesso a uma educação rara, conseguem trabalhos quase que imediatamente depois de se formar. O segundo legado é para a cidade. Trabalhamos na autoestima da cidade valorizando os artistas e fazedores de cultura locais, assim como a arte feita no lugar e os aparelhos culturais da região. O terceiro legado é a atenção dada aos aparelhos culturais que muitas vezes recebem melhorias em equipamentos ou reforma. O quarto legado são as conexões entre os próprios alunos, alunos e professores, alunos e instituições culturais. Estas conexões geram coletivos de artistas, novas produções, trabalhos e projetos”, relata Paiva.

Equipe e patrocínio

A equipe de concepção e coordenação envolve vários profissionais: Gabriel Fontes Paiva e André Prado (Gerentes Pedagógicos), Ana Helena Curti (Coordenadora Pedagógica do curso de Produção Cultural), André Omote (Coordenador Pedagógico do curso de Técnico de Som), Carol Bucek (Coordenadora Pedagógica do curso de Técnico de Palco) e Telma Fernandes (Coordenadora Pedagógica do curso de Técnico de luz). O corpo docente foi formado de maneira plural, e contará ainda com mais de quarenta profissionais, artistas, professores e estudiosos das práticas e das linguagens artísticas.

●    Para viabilizar o projeto, em 2024, o ITB conta com o Patrocínio da Karoon Energy, por meio da Lei de Incentivo à Cultura – Lei Rouanet em seis localidades: Florianópolis (SC), Rio de Janeiro/Centro (RJ), Rio de Janeiro/Jacarepaguá (RJ), Baixada Fluminense (RJ), São Paulo (SP)/Cidade Tiradentes, Poá/Ferraz de Vasconcelos (SP).

●    Ainda por meio da Lei de Incentivo à Cultura – Lei Rouanet, o programa tem o patrocínio da REDE para a realização da edição que vai acontecer no Recôncavo Baiano (BA).

●    Em Mogi das Cruzes (SP), o programa tem o patrocínio da EDP, com a realização da Lei de Incentivo Estadual (Proac ICMS), da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo. Tem ainda o apoio da Prefeitura Municipal de Mogi das Cruzes, que por meio da Secretaria Municipal da Cultura está acionando uma rede de equipamentos culturais da cidade para dar suporte às formações.

●    Em Ribeirão Preto a realização é da Lei Paulo Gustavo e o projeto conta ainda com apoio da Secretaria Municipal da Cultura e Turismo de Ribeirão Preto, além do SESI e do Teatro Santarosa.

Outros parceiros atuam na realização do programa nas diversas regiões.

Serviço:

ITB – Instituto do Teatro Brasileiro

www.itb.art.br

Programa PTAC – Práticas e Técnicas para as Artes Cênicas

Inscrições:

De 1º a 25 de abril para Rio de Janeiro (RJ), Florianópolis (SC) e Moji das Cruzes (SP)

De 1º de abril a 1º de maio para Poá/Ferraz de Vasconcelos (SP), Cidade Tiradentes (SP), Recôncavo Baiano (BA) e Ribeirão Preto (SP).

Por meio do site www.itb.art.br

Número de vagas: 80 vagas para cada localidade, organizadas da seguinte forma:

20 para Produção Cultural,

20 para Técnicas de Palco,

20 para Técnico de Som e

20 para Técnico de Luz.

Siga o ITB no Instagram: @instituto.itb

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *