Sandra Fidalgo e Swami Jr. lançam Manhã Azul

Sandra Fidalgo e Swami Jr. lançam Manhã Azul. Cantora e compositora portuguesa se une ao violonista para apresentar disco autoral em espetáculo no Teatro B32

Manhã pura nascente / Renova a esperança / De todas as correntes / De todas as mudanças. Esses são versos de Manhã Azul, canção que dá nome e abre o disco da cantora e compositora portuguesa Sandra Fidalgo, radicada no Brasil, com o violonista e também compositor Swami Jr. e que será apresentado  em espetáculo de lançamento no dia 17 de dezembro, às 17 horas, no Teatro B32. Com produção da Borandá Produções e figurino assinado por Caio Rocha, o espetáculo contará com a participação especial do acordeonista e compositor Toninho Ferragutti.

Autênticas, as canções de Sandra para esse trabalho reforçam um perfil próprio, eclético, em que mistura influências a partir de suas origens, portuguesa, por parte de mãe, e africana do pai angolano, ao jazz e a música brasileira. Suas letras são sempre poéticas e sobre a existência humana. “Tentando definir de forma mais objetiva, este é um álbum de MPB, mas sendo eu uma portuguesa a viver no Brasil, talvez seja um MPLB – Música, Popular Luso Brasileira”, resume a artista.

Ao mesmo tempo que é simples no formato de voz e violão, Manhã Azul é também complexo e exigente com seus integrantes. “A formação violão e voz é uma tradição muito rica no Brasil e esse projeto propõe o violão 7 cordas de um outro jeito, não só no choro, mas dialogando com outros estilos e a serviço dessas canções tão especiais”, explica Swami Jr, que também assina os arranjos e a produção do disco e do show. “A Sandra é uma artista incrível e a ideia não era só um violão acompanhante, mas sim protagonizando um trabalho no mesmo nível da voz”, finaliza o músico.

No repertório do show estão as músicas do álbum, lançado em junho deste ano e disponível nas principais plataformas de streaming: Para além do prazerTraço Meu DestinoMundo Novo – que contou com a participação de Zeca Baleiro –, Jardins Em Que Me Guardo – com a participação de Toninho Ferragutti –Sorriso PerfeitoValsa da Vida, Três AmoresMais de Mim e Rumo, todas de Sandra Fidalgoe Manhã azul, da compositora com o parceiro desse projeto, Swami Jr.. Também farão parte do espetáculo algumas canções do álbum Paisagem Verde (Borandá, 2019), trabalho anterior de Sandra, gravado em duo com o acordeonista Toninho Ferragutti.

Manhã Azul foi viabilizado com recursos do edital ProAC Expresso Direto 37/2021, através de projeto elaborado pela Borandá Produções.

SOBRE OS ARTISTAS 

Sandra Fidalgo, nascida em Lisboa, é filha de mãe portuguesa e de pai angolano – famoso jogador de futebol nos anos 60, Yaúca. Iniciou sua carreira aos 19 anos já acompanhando grandes artistas de Portugal como Paulo de Carvalho, Delfins, Tito Paris, Sérgio Godinho, Jorge Palma, Rui Veloso, entre outros. Em 2006, lança seu disco de estreia Diário Azul e em 2010, Natural. Seu terceiro cd, Agora (2012), além da produção do disco autoral, Sandra canta, toca guitarra e piano acústico. Em 2014, Sandra se muda para o Brasil, para a cidade de Sorocaba, no interior de SP, e passa conhecer e atuar em projetos e espetáculos de músicos como Rosa Passos, Marco Pereira e Gilson Peranzzetta, apresentando músicas de sua autoria, além de fados e temas da música popular brasileira. Em 2019, em duo com o acordeonista Toninho Ferragutti, lança Paisagem Verde interpretando temas autorais e releituras de canções de Tom Jobim, Chico Buarque e Edu Lobo. Nos últimos anos, lançou três singles, Tecidos e Missangas (2021), Errante e Amor de Primavera (2022). 

Swami Jr. é violonista (violão de 7 cordas), baixista, arranjador, compositor e produtor, com extensa carreira e discografia. Já gravou e se apresentou com artistas nacionais e internacionais como como Omara Portuondo (Cuba), Chico César, Elba Ramalho, Lokua Kanza (Congo), Zélia Duncan, Vanessa da Mata, Elza Soares, Zeca Baleiro, MPB4,Tom Zé, Rita Ribeiro, Luciana Souza, José Miguel Wisnik, Ná Ozzetti, Danilo Caymmi, Virgínia Rosa, Chico Pinheiro, Vânia Bastos, Luiz Tatit, Marco Pereira, Dominguinhos, dentre outros. Desde 2003, faz a direção musical para a cantora cubana Omara Portuondo. Em 2006, foi vencedor do prêmio de melhor arranjo no Festival Cultura (TV Cultura) com a canção Contabilidade, de Danilo Moraes e Ricardo Teté, vencedora do festival. Foi indicado ao Prêmio Tim, como produtor (ao lado de Zeca Baleiro e Walter Souza) do disco Ode Descontínua e Remota para Oboé e Flauta – De Ariana para Dionísio, que teve a participação de Maria Bethânia, Zélia Duncan, Ângela Maria, Mônica Salmaso, Ná Ozzetti, Rita Ribeiro, Jussara Silveira, Verônica Sabino, Olívia Byington e Ângela Rô Rô. Foi indicado para o Grammy Latino 2006 na categoria “Sound Engineering” (ao lado de Cotô Guarino) pelo trabalho no álbum De uns Tempos pra Cá, do compositor Chico César.

Produziu, juntamente com Jaime Alem, o álbum de Maria Bethânia e Omara Portuondo gravado no Rio de Janeiro em 2007, trabalho ganhador do Prêmio de Música Brasileira 2009 (antigo Prêmio Tim) na categoria Projetos Especias. No ano de 2008, produziu, com Alê Siqueira, o álbum Gracias, de Omara Portuondo (World Village/Harmonia Mundi – 2008), trabalho vencedor do Grammy Latino 2009 na categoria Best Contemporary Tropical Álbum.  

SERVIÇO: MANHÃ AZUL – SHOW DE LANÇAMENTO

Data e horário: 17 de dezembro, às 17 horas

Local: Teatro B32 – Avenida Brigadeiro Faria Lima, 3.732 – Itaim Bibi. São Paulo/SP – Tel.: 3058-9149

Preços: R$ 15 (meia) e R$ 30 (inteira) 

Débora Venturini Assessoria de Comunicação

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *